NOTÍCIAS

A volta do Prona: Reativação do partido do Dr. Éneas é protocolada no TSE e traz esperança a um Brasil Conservador.

Foi protocolada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a ação 0600716-08.2019.6.00.0000 que pede a reativação do Prona, fundado pelo ex-deputado federal Dr. Enéas Carneiro. A ação foi assinada pelo Dr. Pedro Carneiro e com uma tese desenvolvida pelo professor de direito eleitoral Paulo Fernando Melo, baseada nas obras “Tratado de Direito Eleitoral” (Premier Máxima, SP) e “Direito Eleitoral Esquematizado” (Saraiva, SP) do jurista Thales Tácito Pontes Luz de Pádua Cerqueira.
O professor Paulo Fernando Melo trabalhou na liderança do Partido na Câmara dos Deputados.
De acordo com a petição, a tese para volta do Prona se dá porque em 2006 o Partido Liberal (PL) fundiu-se ao Prona, criando o Partido da República (PR). Neste ano, o partido comando por Waldemar da Costa Neto decidiu voltar às origens do deputado Álvaro Valle, fundador dos liberais e utilizar a sigla e os ideais de origem do PL. Diante disto, e da inacreditável postura do saudoso Dr. Enéas, visionário que não deu baixa no Prona no Cartório de Registro Civil, profetizando sua reativação no futuro, o ex-deputado federal Elimar Máximo Damasceno (PRONA-SP), que ficou conhecido como o único deputado fiel ao Dr. Éneas, que não foi cooptado pelo Mensalão, decidiu convocar os fundadores do PRONA, criado em 1988, e reativar a sigla em memória, respeito e consideração ao Dr. Éneas.
O pedido ao TSE é referente ao PRONA de sempre, idealizado por Dr. Éneas. Não se trata da criação de um novo partido, mas a volta do “PRONA RAIZ”, da lenda que carregava uma inconfundível voz, barba, combatividade e veemência chamada Éneas Ferreira Carneiro.
Um autêntico nacionalista, patriota e apaixonado pelo Brasil.
A relatoria do processo no TSE está como o Ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, que ouvirá antes do seu voto, pela reativação do PRONA, o Ministério Público Eleitoral, pelo Procurador-Geral Eleitoral. A tese da cisão e volta do de um partido que havia sido fundido é inédita no Brasil. Os pronistas aguardam com expectativa de um dia poderão falar: “NOSSO NOME É ENÉAS!”.
Caso a Justiça Eleitoral acate o pedido, o partido poderá disputar o pleito eleitoral de 2020, e será o único partido brasileiro com viés de direita conservadora, pronto para inaugurar uma nova fase do Brasil, o resgate do patriotismo e nacionalismo defendido pelo Dr. Enéas, pois “sem ordem não há progresso”. A defesa da riqueza da Pátria, da vida e da família são a bandeira do novo porvir em terras brasileiras, ninguém segurará o progresso.
Para que fosse possível ajuizar o pedido da volta do Prona, o médico Dr. Elimar Máximo Damasceno convocou a Convenção Nacional do Prona, que foi realizada no Rio de Janeiro, na Candelária, no dia 26 de outubro. A festa teve casa cheia, desde os fundadores do Prona a uma juventude apaixonada pela lenda da política brasileira, Dr. Éneas Carneiro, que de forma póstuma, tem seus vídeos batendo recordes de visualizações, com ideias proféticas, desacreditadas à época, e que, hoje são realidade em um governo conservador, liderado pelo amigo Jair Messias Bolsonaro.
Acometido de uma leucemia fatal, Dr. Éneas morreu, mas seus ideais vivem até hoje.

Por Oswaldo Eustáquio, do Agora Parana com adaptações – 29/11/2019 às 18:22